A elaboração de tese de doutoramento em cotutela internacional aplica-se aos doutorandos da Universidade de Lisboa que, no âmbito da elaboração de tese de doutoramento em programas doutorais congéneres reconhecidos como tal pela Universidade de Lisboa e por uma instituição universitária estrangeira parceira, realizem essa componente dos programas doutorais sob a orientação de, pelo menos, um professor de cada Universidade.

A elaboração de tese de doutoramento em regime de cotutela internacional implica a elaboração de um convénio prévio entre as instituições participantes e o doutorando. Para a elaboração do convénio existe um modelo aprovado pela Universidade de Lisboa.
A subscrição do convénio de cotutela internacional pressupõe que o doutorando já superou todas as exigências requeridas no respetivo programa de doutoramento para poder iniciar os trabalhos de elaboração da tese.

 

Procedimentos:

O estudantes interessados na elaboração de tese em regime cotutela internacional, deverão apresentar no Gabinete de Estudos Pós-Graduados – Núcleo de Planeamento e Gestão Académica da FFULisboa os seguintes documentos:

  • Requerimento dirigido ao Presidente do Conselho Científico;
  • Declaração de aceitação do orientador da FFUL em como aprova a elaboração da  tese em cotutela internacional;
  • Declaração de aceitação do coorientador da instituição de acolhimento;
  • Plano de trabalhos, com a respetiva calendarização a realizar em ambas as instituições.

 

Convénio de elaboração de tese em regime de cotutela internacional:

O Convénio deverá definir as seguintes condições:

  • Identificação das instituições de ensino superior envolvidas e, respetiva legislação e regulamentação em vigor;
  • Identificação do doutorando;
  • Identificação do doutoramento em que se inscreverá na instituição universitária estrangeira parceira e o grau a ser conferido, especificando o ramo e a especialidade (se aplicável);
  • Identificação do tema da tese;
  • Identificação dos orientadores;
  • Duração total do período de elaboração da tese e o período de tempo a cumprir em cada uma das instituições;
  • Regime de inscrição e propinas a pagar em cada uma das instituições;
  • Idioma e o local para a apresentação da tese;
  • Composição do júri e os procedimentos a seguir na sua nomeação;
  • Responsabilidades de cada instituição nas despesas de deslocação dos membros de júri;
  • Modalidade de atribuição e titulação do grau;
  • Forma de atribuição da classificação;
  • Publicação, exploração e proteção do tema da tese;
  • Informação sobre o seguro escolar;
  • Informação sobre despesas com a deslocação e alojamento do doutorando.

O Convénio é redigido em português ou em ingles, francês, espanhol ou italiano, aprovado e assinado pelos dirigentes máximos das instituições envolvidas ou seus representantes, pelos Presidentes ou Diretores das Escolas envolvidas, pelos oreitnadores e pelo doutorando.

 

Mais informações:

Regulamento de elaboração de Tese de Doutoramento em Regime de Cotutela Internacional da Universidade de Lisboa

Despacho de subdelegação para assinatura em representação da ULisboa

Modelo de Convénio da tese de doutoramento em Cotutela (em português e em inglês)